Mensagens

INICIE, PROSSIGA E COMPLETE

Muitas vezes não somos treinados para completar o ciclo, que eu chamo de Ciclo da Vitória, que tem 3 etapas: iniciar, prosseguir e completar. Quase sempre ficamos no meio do caminho.

Começamos a prosseguir, começamos a fazer avanços, mas desistimos no meio do caminho, não conseguimos completar aquilo que é necessário. Mas Deus quer te ajudar, lembrando que como você termina é mais importante de como começa.O Bispo Rodovalho tem um livro que diz isso: “Terminar bem é mais importante do que começar bem” mas, infelizmente, temos a tendência de fazer exatamente o contrário, começamos bem e terminamos mal.

Não sei se é porque no início estamos animados, motivados e com o decorrer do tempo vamos perdendo o fôlego.E quase sempre é assim. Um exemplo disso é o casamento: começa com festa, com alegria, com fotos, doces, bolos, jantares e se o casamento acaba, muitas vezes termina com choro e com brigas. Mas o que

Deus quer é que você possa começar um casamento feliz, prosseguir mesmo com dificuldade, mas sendo cada vez mais feliz e, quando você chegar no fim da sua vida, você estará mais feliz do que quando casou.

Uma outra área que muitas vezes mostra o quanto é difícil seguir o ciclo, é nos estudos. Quantos cursos começam com sala lotada e no meio já tem menos da metade dos alunos e no final do curso apenas alguns permaneceram. As vezes a pessoa luta tanto para entrar em uma Universidade, começa super animado e no meio do semestre abandona.

Você precisa entender que a nossa vida neste mundo tem fases, tem estações, tem estágios e se nós não vivermos cada estágio, se não vivermos plenamente aquelas fases, nós nunca vamos alcançar o melhor de Deus. Não adianta ficar falando dos mesmos sonhos sem nunca realizá-los. De repente você pensa assim: “Mas é tão bom sonhar!”, mas eu te digo que melhor do que sonhar é realizar o sonho.

Só que para realizar o sonho é preciso pagar preço e aí que a coisa fica difícil para algumas pessoas. Por exemplo: tem gente que sonha em ser pastor mas nunca sai daquela posição infantil na igreja, não amadurece, só quer receber. Ou sabe que para se tornar pastor precisa encerrar com plenitude o seu tempo como diácono, só que não quer passar pela fase, ela quer sair do diaconato e já ser bispo. Ou quer ser pastor, mas não quer obedecer ao líder, não quer ir ao discipulado ou ao culto.

Então como quer ser pastor? Como quer assumir um cargo que vai exigir muito mais disciplina e comprometimento? Aí tem gente que fala: “Ah, mas quando eu for pastor vai ser diferente!”Não vai nada, querido! A Bíblia diz:“Sê fiel no pouco e no muito eu te colocarei”. Se não é fiel e nem disciplinado sendo discípulo ou sendo líder, não vai ser como pastor e nem como bispo. Por isso, não pode pular de fase, tem que viver cada momento, que é para ser treinado, aperfeiçoado.

Sobre o colunista

Nascida em Goiânia, Lúcia converteu-se ao cristianismo aos 17 anos. Mesmo diante de uma carreira promissora como jogadora de vôlei, ela decidiu se dedicar à missão de levar a Palavra ao mundo, de conquistar almas para a vida em Jesus. Aos 19 anos, casou-se com Robson Rodovalho e juntos fundaram a Igreja Sara Nossa Terra. Hoje sãos bispos e presidentes mundiais do ministério evangélico. Teóloga e doutora em Filosofia, formou-se também em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília, especializando-se em terapia familiar. É fundadora do mais expressivo ministério liderado pela Sara Nossa Terra, o Arena Jovem. O projeto nasceu em 2003, em Brasília, quando a Bispa Lúcia Rodovalho assumiu o desafio de mobilizar a atenção de milhares de jovens e apresentar-lhes a vida em Jesus Cristo - um caminho que levaria à transformação de suas vidas. Das habilidades que lhes são inatas e das que construiu ao longo da vida com sua experiência profissional, Bispa Lúcia considera sua capacidade de ouvir e entender o outro como o aprendizado mais relevante e decisivo para sua missão de evangelização. Quanto ao foco de seu trabalho, estruturado o projeto Arena Jovem em todo o Brasil, tem se dedicado principalmente ao tema família. Para a Bispa Lúcia Rodovalho, o amor, a base de uma família, germina à luz do respeito, do diálogo e do perdão. E a família é a base sobre a qual se constrói um futuro de realizações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Image Lightbox Plugin