Mensagens

DEUS NÃO É RESPONSÁVEL PELO SEU ARBÍTRIO, VOCÊ SIM!

A vontade de Deus não é desejada por todos os homens, infelizmente, e essa vontade seria o pleno perfeito para a humanidade, mas o homem atropela pelo arbítrio que ele tem. O homem tem o poder de atropelar a vontade de Deus. E a vontade de Deus é tanta coisa boa pra tanta gente, mas por que não acontece?

Eu me lembro quando era espírita que eu discutia com os meus amigos evangélicos, confrontando se o Deus que eles falavam existia mesmo, então por que tinha tanta gente sofrendo? Crianças inocentes que sofriam, pessoas que nasciam deficientes e que iriam sofrer a vida toda? Então, eu achava que a teoria da reencarnação tinha uma melhor resposta e eles muitas vezes ficavam sem ter uma resposta para me dar. Mas um dia eu encontrei um pastor pregando o Evangelho, eu ainda era espírita, e ele ao pregar a Palavra com muita autoridade, tocou o meu coração e começou a mudar a minha mente e uma das coisas que esse pastor me falou foi que Deus não era responsável pela desgraça do mundo.  Ele é soberano, mas o mundo foi entregue a Adão e Eva, que tiveram arbítrio, poderiam escolher e quando eles escolheram, Deus não podia atropelá-los e assim, Ele não pode atropelar a sua vida com o seu marido, a sua esposa, Deus não pode violar o arbítrio.

Deus toca, convence, abençoa. Você chora e Deus fala com você, mas você têm que abrir as portas pelo livre arbítrio para que Jesus transforme a sua vida. Tanto que em Apocalipse Jesus diz: “Eu estou à porta e bato, se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, eu entrarei e cearei com ele“.

Jesus está batendo nesse momento na porta da sua casa. Você pode até questionar que o seu filho não converteu, seu marido não converteu até hoje, mas saiba que nem a sua intercessão vai garantir a conversão dele. A sua intercessão vai garantir a visitação dele, e uma coisa que dou total garantia: ele será visitado pelo poder de Deus. Ele vai ser tocado e vai receber o amor, ele vai ser mexido, vai receber uma palavra que vai tocar no coração dele e, a partir daí, se ele vai entregar ou não, é outra coisa. É só ele e Deus. Nós não somos responsáveis pelo arbítrio de ninguém, só dos nossos. Você pode ter aliança pela sua família, pelo seu filho e por amor à sua aliança, Deus vai encontra-los, Deus vai visita-los.

Então, a primeira coisa que esse pastor falou comigo foi que Deus não é responsável pelas pessoas. Mas como não, se Ele tem todo o poder? Esse todo poder é barrado pelo livre arbítrio que o homem tem. Esse poder imenso torna-se impotente se o homem não abrir por sua própria vontade. Por isso, que a oração é a coisa mais importante que podemos fazer nesse mundo, porque a oração é a autorização. A oração é a concessão pelo meu arbítrio para a intervenção de Deus. A oração é a minha concessão pelo meu arbítrio da ação sobrenatural do nosso Deus.

Sobre o colunista

Robson Rodovalho é físico graduado pela Universidade Federal de Goiás, da qual também foi professor. Formou-se ainda em Teologia e Filosofia, adquirindo conhecimentos que associa às suas constantes pesquisas no campo da Física Quântica. É fundador, Bispo e presidente do Ministério Sara Nossa Terra, que criou em 1992, ao lado de sua esposa, Bispa Lúcia Rodovalho. Conferencista internacional, ministra palestras sobre temas relacionados à relação entre ciência e fé, gestão, desenvolvimento pessoal e profissional, entre outros. Compositor e cantor, já lançou dois DVDs e sete CDs. Com o título “Sara Nossa Terra, Por Favor”, gravado pela Som Livre, garantiu o Disco de Ouro, em 2013. Rodovalho também é escritor. Seu ultimo livro, Rompiendo las Maldiciones Hereditarias, junta-se a uma bibliografia própria com mais de setenta obras. Entre os títulos de caréter científico, destaca-se Ciência e Fé – O Reencontro pela Física Quântica. Publicado pela editora LeYa, o título ficou por três semanas no topo da lista dos mais vendidos no país da revista Veja, logo após seu lançamento, em julho de 2014. Presidente da Rede Gênesis de TV e da Rede Sara Brasil de rádio, Rodovalho apresenta o programa Vida com Esperança, que vai ao ar diariamente para 22 capitais em sinal captado pelas TVs abertas. A transmissão também é reproduzida pelas rádios. Atuou como deputado federal por um mandato (2007-2010), deixando relevante legado para a sociedade. Entre as suas contribuições, destacam-se as bases da legislação que concedeu isenção fiscal ao microimportador (“sacoleiros”), além da lei que reconhece eventos gospel como culturais, concedendo-lhes os benefícios da Lei Rouanet que garantem financiamento mediante renúncia fiscal. Entre as homenagens que recebeu estão a condecoração como Destaque Nacional da Frente Parlamentar Evangélica (2004), Honra ao Mérito – Comissão Nacional de Defesa dos Direitos Humanos (2009) e Medalha do Mérito Legislativo (2013).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *