Mensagens

A ORAÇÃO DO PAI NOSSO TEM MUITO MAIS A NOS ENSINAR DO QUE IMAGINAMOS

Muita gente pensa que Deus só cuida do céu, que Ele não tem responsabilidade com a terra, mas aí Ele quebra outro paradigma. É verdade que Deus deu a terra aos homens para cultivar, para ser o gestor, para ser o responsável, mas tem um parâmetro. Deus não quer que ninguém sofra, que morra de fome, porque essa não é a vontade dele. Ele não quer injustiça porque no céu não tem isso. Deus não quer que pessoas tenham o privilégio de tantas coisas, e outras pessoas tão poucas, porque nos céus não tem esse tipo de desequilíbrio. Os céus têm equilíbrio e quando Jesus põe esse traço, Ele nivela. Põe uma referência. Às vezes a vontade de Deus não dá pra ser feita na terra toda, mas dá pra começar em mim, em você.  Dá pra você amar, perdoar, dá para você fazer a sua parte de cristão.

E quando Jesus faz a oração do Reino e da vontade, Ele estabelece um referencial  e aí Ele vai para a relação humana e diz: “o pão nosso de cada dia dai-nos hoje”. Isso é o poder da providência. Será que Jesus estava falando só de pão? É muito mais inteligente e lógico pensar o pão como a providência da vida. Deus tem tudo o que você precisa. Cada dia você tem necessidade, mas cada dia a providência vai se manifestar para você.

Quando Ele diz: o pão nosso de cada dia nos dai hoje… Ele quis dizer que as nossas dificuldades e necessidades encontrarão as providências hoje. O poder do nome vai fazer a força do universo agir em nossas vidas. Está preparado para receber o seu milagre?

É interessante pensarmos como Jesus tinha uma cabeça tão privilegiada daquele jeito com apenas 30 anos de idade. Pra mim, era algo sobrenatural, porque Ele era realmente um super iluminado filho de Deus. Ele sintetizou tudo que é mais importante da vida em uma oração. Eles não tinham cadernos, tablets, lápis. Não tinham como escrever, então eles só recitavam as coisas e se Jesus não ensinasse algo simples, fácil, que pudesse ser recitado, nunca eles iam aprender. Tinha que ser algo fácil e Jesus consegue em poucas frases oito expressões. Ele consegue botar a lição de tudo na vida e no universo em oito expressões. A única vez que Ele fala sobre a providência, Ele fala sobre relacionamento. “Perdoa as nossas dívidas, assim como nós perdoamos os nossos devedores”. Está intrinsecamente ligada à sua relação com o seu amigo, o seu irmão com o poder e a manifestação da providência.

Ele poderia ter colocado nessa oração o “pão nosso” lá na frente, e “perdoa as nossas dívidas, assim como perdoamos os nossos devedores” lá atrás, mas Ele não fez assim. Você quer ver uma pessoa perder tudo na vida? Quando ela odeia, fica cheia de ódio, amargura, raiva. Isso já está provado e Jesus já tinha falado isso quando Ele disse que a relação de pedir perdão e perdoar define a providência, porque define a sua força, a sua saúde. Define abrir os céus e fechar os céus. Muita gente acha que ao abrir uma empresa, ter um negócio bom é sorte, mas não é, isso é a providência de Deus que o visitou e você não teve a capacidade de agradecer e de ver que foi os céus que te abençoou.

Agora a ciência descobriu que isso é somatização, que é quando uma energia negativa emocional faz tão mal a você que ela deflagra todos os seus hormônios, ela joga uma bomba de hormônios de adrenalina, de depressão, de raiva e aquilo altera todos os seus hormônios e te adoecem. Isso é a ciência recente perto da sabedoria divina de Jesus lá atrás.

E então Jesus termina a oração falando: “Não nos deixe cair em tentação”, e a tentação é o mal de dentro. Ter o que não pode, vontade de ter as coisas dos outros. A tentação é a compulsão por fazer algo indevido que não é legal para ninguém. O original do grego quer dizer entrar. Não nos deixe entrar em tentação, e é mais uma contextualização de espaço. Você não cai em um cômodo, você entra num cômodo. Você entra em um carro, você não cai em um carro. Tentação é um estado de circunstância em que a pessoa entra nele. Já o mal, é o mal lá de fora, a sociedade maldosa, é um mal que você nem sabe que ele está te espreitando e te olhando por isso essa oração é perfeita e tem muito a nos ensinar.

Sobre o colunista

Robson Rodovalho é físico graduado pela Universidade Federal de Goiás, da qual também foi professor. Formou-se ainda em Teologia e Filosofia, adquirindo conhecimentos que associa às suas constantes pesquisas no campo da Física Quântica. É fundador, Bispo e presidente do Ministério Sara Nossa Terra, que criou em 1992, ao lado de sua esposa, Bispa Lúcia Rodovalho. Conferencista internacional, ministra palestras sobre temas relacionados à relação entre ciência e fé, gestão, desenvolvimento pessoal e profissional, entre outros. Compositor e cantor, já lançou dois DVDs e sete CDs. Com o título “Sara Nossa Terra, Por Favor”, gravado pela Som Livre, garantiu o Disco de Ouro, em 2013. Rodovalho também é escritor. Seu ultimo livro, Rompiendo las Maldiciones Hereditarias, junta-se a uma bibliografia própria com mais de setenta obras. Entre os títulos de caréter científico, destaca-se Ciência e Fé – O Reencontro pela Física Quântica. Publicado pela editora LeYa, o título ficou por três semanas no topo da lista dos mais vendidos no país da revista Veja, logo após seu lançamento, em julho de 2014. Presidente da Rede Gênesis de TV e da Rede Sara Brasil de rádio, Rodovalho apresenta o programa Vida com Esperança, que vai ao ar diariamente para 22 capitais em sinal captado pelas TVs abertas. A transmissão também é reproduzida pelas rádios. Atuou como deputado federal por um mandato (2007-2010), deixando relevante legado para a sociedade. Entre as suas contribuições, destacam-se as bases da legislação que concedeu isenção fiscal ao microimportador (“sacoleiros”), além da lei que reconhece eventos gospel como culturais, concedendo-lhes os benefícios da Lei Rouanet que garantem financiamento mediante renúncia fiscal. Entre as homenagens que recebeu estão a condecoração como Destaque Nacional da Frente Parlamentar Evangélica (2004), Honra ao Mérito – Comissão Nacional de Defesa dos Direitos Humanos (2009) e Medalha do Mérito Legislativo (2013).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Image Lightbox Plugin