Mensagens

A FELICIDADE ESTÁ NA SUA MENTE

A felicidade é uma combinação meio complicada, uma mistura do presente com o passado. Você pode estar feliz neste exato momento, mas logo voltar a ficar triste porque houve uma situação ruim. Ou pode estar apaixonado por alguém, feliz da vida, mas chateado por algo que aconteceu no dia. A felicidade é uma combinação do presente com o passado. Só que o presente dura muito pouco. Para ser mais exato, três segundos.

A cada três segundos, ele se torna passado. Essa ideia surgiu em estudos do psicólogo francês Paul Fraisse (1911-1996) sendo bem aceita na atualidade. Segundo essa teoria, após três segundos, todas as informações que passam pela sua cabeça saem da consciência e são arquivadas nos sistemas de memória do cérebro. Ou seja, você enxerga a própria vida através da memória. Na prática, ela é o fator que mais pesa na felicidade.

Mas está longe de ser confiável, pois quase sempre, nossas lembranças omitem ou distorcem detalhes do que aconteceu. Uma foto de você sorrindo rodeada de amigos, por exemplo, é o registro de um momento de carinho e felicidade. Porém, o sorriso da foto não registra, obrigatoriamente, a forma como você se sentia naquele dia. Todo mundo já posou sorridente para uma foto mesmo não estando completamente feliz ou à vontade. Contudo, ao ver o registro, nem sempre, a pessoa vai se lembrar de todos os detalhes do dia e nem dos sentimentos que enchiam aquele ambiente.

A memória é influenciada por dois mecanismos. O primeiro é a negligência sobre a duração das nossas experiências, ou seja, um instante de alegria intensa vale mais do que uma semana de felicidade moderada.

E o segundo é a tendência a atribuir muita importância aos momentos que vêm por último, ou seja: se você for assaltado no último dia das suas férias, certamente se lembrará delas de forma ruim, mesmo que antes tenha passado 15 dias maravilhosos na praia. É como em um filme. As reviravoltas e o final são mais marcantes do que o restante da história. E isso pode nos levar a julgamentos equivocados.

A memória negligencia a duração dos eventos, e isso não colabora com nossa preferência por prazeres prolongados e dores curtas. Por isso, não podemos confiar totalmente nas nossas escolhas, pois preferências e decisões são moldadas pelas memórias, e elas podem estar erradas. Por isso, é tão importante buscar experiências que rendam muitas lembranças.

Sobre o colunista

Nascida em Goiânia, Lúcia converteu-se ao cristianismo aos 17 anos. Mesmo diante de uma carreira promissora como jogadora de vôlei, ela decidiu se dedicar à missão de levar a Palavra ao mundo, de conquistar almas para a vida em Jesus. Aos 19 anos, casou-se com Robson Rodovalho e juntos fundaram a Igreja Sara Nossa Terra. Hoje sãos bispos e presidentes mundiais do ministério evangélico. Teóloga e doutora em Filosofia, formou-se também em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília, especializando-se em terapia familiar. É fundadora do mais expressivo ministério liderado pela Sara Nossa Terra, o Arena Jovem. O projeto nasceu em 2003, em Brasília, quando a Bispa Lúcia Rodovalho assumiu o desafio de mobilizar a atenção de milhares de jovens e apresentar-lhes a vida em Jesus Cristo - um caminho que levaria à transformação de suas vidas. Das habilidades que lhes são inatas e das que construiu ao longo da vida com sua experiência profissional, Bispa Lúcia considera sua capacidade de ouvir e entender o outro como o aprendizado mais relevante e decisivo para sua missão de evangelização. Quanto ao foco de seu trabalho, estruturado o projeto Arena Jovem em todo o Brasil, tem se dedicado principalmente ao tema família. Para a Bispa Lúcia Rodovalho, o amor, a base de uma família, germina à luz do respeito, do diálogo e do perdão. E a família é a base sobre a qual se constrói um futuro de realizações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Image Lightbox Plugin